Sem categoria

Isto não é um título

E isto não é um artigo.
Mas também não é um pedido de desculpas.
Nem, de forma inversa, se trata de uma acusação.
É, penso eu, uma confissão encapotada, sobretudo a mim mesmo; um ponto de ordem.

Outras exigências literárias, verdadeiramente literárias, se levantam neste momento com urgência de gigantes. Não são incompatíveis, nem será essa a principal razão para que a fornalha do blog tenha ultimamente tido de sobreviver com menos lenha. Não é exactamente esse o caso, mas também não deixa de o ser, de algum modo.

Durante os próximos dias fecharei um olho ao blog e à vontade de recuperar nele a consistência e o ritmo de outros dias. E não se trata de preguiça, mas da concentração alocada a um outro projecto, cuja vontade de fechar me tem consumido. Já falta pouco, porém.

É este o ponto de ordem: assumir que o blog não constará do campo de preocupações por uns dias, sobretudo para que os dedos não percam a forma como redigem um livro, que não é exacta nem necessariamente aquela com que redigem um artigo, aqui.

 

Hugo Picado de Almeida

Anúncios
Standard

Escrever um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s