Crise, Pensamentos, Política

O termómetro da República

A Avenida da República tem, por estes dias, um pedinte ajoelhado de 50 em 50 metros. Ao percorrê-la hoje, veio-me à cabeça a ideia de que esses pedintes podem muito bem ser marcas na escala de um termómetro capaz de tirar a temperatura à delirante república que temos. Nas mãos do febril liberalismo económico, do capitalismo desenfreado e de uma democracia demente, esta é também uma das suas conquistas.

Mas como todos os bons termómetros, a Avenida da República também tem duas escalas, o que se comprovou na grande manifestação de Setembro, com milhares de pessoas pondo em ebulição a artéria onde se toma o pulso ao descontentamento e à alegria do povo.

Num país enfermo, de cama, com o termómetro na boca e um pano molhado na testa, será talvez aqui que se acompanhará a evolução da doença, e a resposta do corpo.

 

Hugo Picado de Almeida

Anúncios
Standard

Escrever um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s