Pensamentos, Pessoas

Escadas e Cobras

As escadas do Metropolitano são uma miniatura da vida.

Há os que sobem e os que descem. Há os que caem, com mais ou menos espectáculo. Há os que correm por elas acima sem dar por nada, há os que vencem cada degrau com as agonias de uma contenda. Há os que sobem sozinhos e os que são ajudados. Há os rápidos e os lentos, os excitados e os tranquilos. Há uns que desistem e se sentam. Há os que param a meio…

A analogia era mais poética quando a pensei. Assim, posta no papel, parece banal e tolamente romântica, desmesuradamente fácil e enjoativamente melosa, mas o que é que se há-de fazer? O senso-comum sempre exaltou a posse de beleza operatória.

 

Hugo Picado de Almeida

Anúncios
Standard

Escrever um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s