Metro, Pensamentos

Sem soutien

Sempre me espantou haver uma loja da DIM na estação do Marquês de Pombal.

Que pode dar jeito, eu aceito, mas reservo-me o direito de duvidar que ali, na montra aberta sobre um corredor do Metropolitano, se encontre o sítio mais convidativo para admirar rendas e lacinhos íntimos. Mas a loja lá está, há anos, com os seus bustos femininos na montra, em toda a sua plástica, envergando soutiens provocantes, desses capazes de retirar, muito oportunamente, o soutien a quem os vê.

Acabo de lembrar-me, muito a propósito, que esse pode muito bem ter sido o motivo que propiciou o estrondoso estatelar no chão de uma senhora no outro dia, alguns metros depois da montra.

Eu compreendo-a, minha senhora. Há coisas evidentemente capazes de nos ceifarem o equilíbrio e retirarem o fôlego.

 

Hugo Picado de Almeida

Anúncios
Standard

Escrever um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s