Pensamentos

Hei-de escrever sobre a guerra

Quero escrever sobre a guerra. Há muito tempo que quero escrever sobre a guerra.

É que a guerra atrai tudo; gira tudo em torno dela; ela está sempre latente. Isso que dizemos, de que a morte está sempre à espreita, não é a morte, é a guerra, ou então a morte através desta. A guerra fria, que destrói sem destruir. A guerra das marcas, que refreia o gosto. A guerra financeira e a guerra política, que criam a crise. A guerra dos sexos, que pode extinguir a espécie numa só geração.

A guerra está por toda a parte, mesmo quando a paz cala as armas, isto é, as outras armas. Muita gente escreve sobre aquilo que gostaria de viver ou experimentar; eu talvez escreva sobre aquilo que não quero viver. Escrever também pode ser isso, essa forma de não deixar passar incólume algo que, ainda assim, não se quer para nós.

 

Hugo Picado de Almeida

Anúncios
Standard

Escrever um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s