Media, Pensamentos

As palavras (sobr)e as armas

Ficámos hoje a saber que em Portugal existem cerca de um milhão e quatrocentas mil armas ilegais. Ora, como em qualquer peça jornalística é preciso ir ouvir os dois lados da barricada – tantas vezes possíveis de divisão sumária entre o lado sério e o lado ridículo −, alguém se lembrou de dizer a já célebre frase «as armas não matam ninguém, as pessoas é que matam». Acredite o leitor que realmente é assim, pois quando não são manejadas pelas pessoas, facas e pistolas ocupam-se habitualmente em almoços-convívio, excursões a Fátima e noitadas de bridge, e é mais comum encontrá-las bronzeando o metal na praia, ou mesmo bebericando whiskey num qualquer café-concerto do que irrompendo por instituições bancárias adentro. Isso sim, isso só o fazem quando, infelizes, lhes acontece serem sequestrados por algum moinante.

Marshall McLuhan ficaria furioso ao ouvir uma tal frase, pois argumentava ele: «Aquilo que convencionalmente dizemos dos media, nomeadamente, que o que conta é o modo como são usados, é a atitude estupidificada do idiota tecnológico.» Mais afirmava McLuhan que dizer que, em si, um qualquer meio não é bom nem mau é tão sem sentido como dizer que uma tarte de maçã não é boa nem má, pois o que conta é o que fazemos com ela.

Conviria então lembrar ao senhor que hoje achou por bem sair em defesa do bom carácter das armas que as palavras, por sua vez e porque são conteúdo, podem efectivamente ser boas ou más; elas não são inócuas, mas polissémicas, e quando são assim mal usadas expõem ao ridículo quem as diz.

 

Hugo Picado de Almeida

Anúncios
Standard

Escrever um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s