Media, Pensamentos

1 de Abril nos jornais

No dia 1 de Abril não consulto jornais.

Porquê? Porque no dia 1 de Abril os jornais não existem verdadeiramente. Um espaço que se pretende de informação e que durante todo o ano se perde em epítetos cujo valor não transpõe o lugar-comum — “confiança”, “seriedade”, “imparcialidade”, “honestidade” — não pode deitar tudo isso a perder para compactuar com a estranha celebração de um dia que não tem nada para celebrar.

Imersos na aparente inocuidade da brincadeira — inócua apenas para eles que sabem que ela o é –, os jornais falham a compreensão daquilo que está em jogo: a sua imagem, a idoneidade do seu jornalismo, que é, na verdade, a única coisa que dá (ou tira) valor à sua marca.

É que, ao publicar uma mentira misturada com as verdades, todas as verdades passam a ser mentira. E, assim, não vale a pena ler jornais.

 

Hugo Picado de Almeida

Anúncios
Standard

Escrever um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s