Livros, Pessoas, Política

A jibóia e o elefante

in O Principezinho, de Antoine de Saint-Exupéry

Como dizem os jovens artistas que pintam murais nas barreiras erguidas junto aos edifícios governamentais do Cairo: “Vocês podem construir as paredes que quiserem, mas nós não as vemos”.

O segredo, aqui como em tantos outros sítios, é insistir que a jibóia não comeu o elefante, e que é apenas um risível chapéu torto. Assim se pacifica e aniquila a jibóia.

Hugo Picado de Almeida

Anúncios
Standard

Escrever um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s