Livros, Pensamentos

Metro, o palco do mundo

Ontem, no metro, ia uma senhora com ar desconfiado, lendo um livro. Tinha a gola do casaco puxada para o rosto e ostentava os maus modos das gentes furiosas. Dardejava as páginas do livro com um olhar severo, acusatório, como se o livro a tivesse esbofeteado. Só depois pude ver a capa do livro, que se intitulava O Marido Infiel. Lamentei, então, a avaliação que fiz da senhora. Na verdade, ela procurava apenas encontrar na ficção as provas da sua desconfiança real; esperava, num acto de masoquismo, fazer corresponder as suas suspeitas às suspeitas de uma outra esposa certamente igual a ela, mas habitante do livro. E ao pensar nisto, voltei atrás no meu velado pedido de desculpas.

O problema da ficção, quando mal entendida, é esse, o de nos poder fazer crer que é realidade aquilo que nos conta. É que a ficção, por vezes – e com toda a legitimidade, diga-se -, sobretudo a ficção realista – curiosa designação -, faz uso de lugares-comuns, de generalizações, de reacções expectáveis pela convivência com anos de literatura e de cinema que, para o bem e para o mal, criam também aquilo de que é feito o senso-comum.

Não me admira, assim, que o marido da tal senhora do metro venha um dia a deparar com o livro propositadamente abandonado sobre o seu lado da cama, como se proferisse um “Eu sei.”, quando chegar mais tarde de uma reunião sobre a qual se esqueceu de avisar, ou quando, num desses acasos que acontecem, ela atender o telefone de casa e do outro lado desligarem abruptamente.

Hugo Picado de Almeida

Anúncios
Standard

Escrever um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s