Pensamentos

O trabalho e o prazer

As crises, sejam elas de que natureza forem, têm sempre um problema acrescido ao próprio problema que as produziu: fazem perder, nos indivíduos, o seu horizonte, visão, e objectivos.

Há um par de meses, vários jornais sugeriam aos estudantes os cursos com maior empregabilidade, como se essa fosse uma razão tão válida como qualquer outra na escolha do futuro. Não é. Estou, aliás, convencido de que terão sido artigos semelhantes que nos brindaram com funcionários das finanças tão simpaticamente talhados para as funções que desempenham.

Há que se fazer aquilo de que se gosta, aquilo em que se encontra prazer.

Muitos são os escritores que dizem que sofrem horrores ao escrever, que isso é algo que lhes dá dores terríveis. Escrever não é algo fácil, não é isso que quero dizer, mas se escrever me doesse, já há muito teria parado. A única forma de se fazer algo bem é fazendo aquilo de que se gosta.

 

Hugo Picado de Almeida

Anúncios
Standard

One thought on “O trabalho e o prazer

  1. Rato, Papel e Caneta diz:

    Concordo a cem por cento. Esta pressão constante pelo curso ‘certo’ para a empregabilidade poderá empurrar muitos jovens para carreiras que, ou gostam, ou aprendem a gostar, ou ‘gostam’ mas chegam a casa com cara de segunda-feira… todos os dias.

    André Carvalho

Escrever um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s