Crise, Política

Elogio à Grécia

A Grécia pode até vir a abalar a Europa e o Euro com o possível referendo sobre a adopção de novas medidas de austeridade. Pode até comprometer o futuro de outros países, como Portugal, a Irlanda, ou outros que venham a pedir ajuda externa. Ninguém sabe ao certo o que poderá acontecer, mas desde já há que felicitar os gregos por fazerem algo que nós ainda não tivemos coragem para fazer: dar um murro na mesa e um berro à Europa. Dizer-lhes: não, não queremos sair da Europa nem sequer abandonar o Euro, mas também não aceitamos perpetuar o estado de coisas, condernamo-nos a um futuro igual ao presente, continuando reféns dos mesmos interesses. Os gregos já perceberam que as medidas de austeridade não salvam o país, salvam os seus credores, satisfazem os mercados que, sabem-no os gregos e sabemo-lo nós, nunca estarão saciados – até porque são necrófagos, e pouco lhes importa se países e gentes exalaram já o seu último suspiro.

Os gregos querem, e bem, proteger o que é seu. Não só o que é de cada um deles enquanto indivíduos, mas também aquilo que é seu enquanto povo: a Grécia é o berço da democracia. Aliás, é uma das incubadoras de toda a nossa cultura e sabedoria ocidental, mas só nos lembramos disso quando dá jeito. E agora não dá.

Como diz o Daniel Oliveira, a Grécia receava um golpe de Estado, mas só agora percebeu que esse golpe de Estado já aconteceu, assim como em Portugal, desferido pelo machado – de lâmina romba, para aleijar mais – de uma Europa que errou duas vezes: errou ao pensar possível conjugar uma moeda única com uma inexistente política comum (os Estados Unidos da Europa são urgentes, e levam já anos de atraso!), e erra agora novamente ao esquecer todos os ideais que sempre se orgulhou de defender e que a tornavam única no mundo, sujeitando-nos à ganância e à actuação arrogante – que é como educadamente lhe chamamos nojenta ou vil – dos grandes agentes económicos e financeiros. Só isso permite a notícia que o Económico nos traz hoje: «Colapso iminente do Governo grego anima bolsas».

Hugo Picado de Almeida

Anúncios
Standard

Escrever um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s